Publicidade
DJ Matt-D

DJ Matt-D

Set de Rua

Álbum: #DJ Matt-D - Lançamentos 2021 13 Plays

Set de Rua Letra

Antes ninguém dava nada, bermuda rasgada com a blusa da prefeitura
Mas que cena engraçada, eu virava piada entre as criançada no meio da turma
Nunca tinha nada pra comer em casa, por isso que eu ia pra escola
Com a meia furada, pé de um pé de outro, e o but rasgado pra ir jogar bola

Nois era feliz, não sabia
Não tinha zap, face nem Orkut
Mas nois jogavava bola, rodava pião
Pipa no alto, bolinha de gude

Era engraçado, arrumava treta
Por causa de linha e pipa
Nois saía no soco, quem ganha não perde
Não tinha maldade na fita

Ô vida boa, altos e baixos passei
Hoje eu tô sorrindo com tudo o que eu conquistei
Levantei a taça de ouro, só pra brindar
Hoje, de felicidade, minha quebrada vai cantar

Pra quem dormia pra passar a fome
Até que eu cheguei longe, até que eu me dei bem
Cheguei onde não diziam que eu ia chegar
Mas o que incomoda é que eu não pisei em ninguém

Hoje a banca tá vivendo, diamante do gueto, topo é dos preto
Só jogador caro, bico pula alto, favela vencendo

Tão enquadrando os menor na quebra
Olhou pra pele e me viu como alvo
Tô tipo Neymar, eles não me pega
Cheio das nota, tô voando alto

Lancei a F800 zera
Ela na garupa empinando o rabo
Sempre que um preto vence na favela
É o sistema que sai derrotado

Oi dá mó dor em ver essa situação
Tão tudo sem respeito, matando sem precisão
Mas eu tomei um enquadrão, eles falou um bolão
Só porque eu era neguin, nem perguntou minha profissão

Não pode isso não, não pode isso não
O preto não é branco mas tem um bom coração

Lutei, persisti, batalhei pra chegar até aqui
Vários desacreditaram de mim, mas nunca desisti
Só porque eu sou neguin, favelado e de uns dias MC
Descriminado fui sim, mas não guardo a maldade do próximo pra mim

Vou seguindo a fé, vou contando forte
Deixando bem claro que na minha vida é só Deus que pode
Só Deus que pode

Ô vida boa, altos e baixos passei
Hoje eu tô sorrindo por tudo o que conquistei
Levantei as taça de ouro, só pra brindar
Hoje, de alegria e de felicidade, vários preto vai cantar

Tô de navera, Porsche Panamera
Fazendo fumaça e curtindo um som do bom
Chega a polícia, roubando a brisa
Então legaliza (hey)

Já fui marginal, só que na moral
A liberdade cantou
Nunca mais volto pras grade, eu vivo a vontade
Multiplicando dinheiro com amor

Supremacial, Sobrenatural
Pantera Negra voltou
Sigo inconsequente, então sai da minha frente

Se amanhã o Sol não sair
Prometo que não vou me abalar
Eles choram ao me ver sorrir
Bando de filha da p*ta

Preto e dinheiro incomoda, isso que é foda
Eles tenta pegar, tenta brecar, mas não vai me alcançar
Porque eu tô muito alto

Preto no topo, cordão de ouro
Jet de Volvo, eles tenta me pegar
Fala que eu sou criminoso
Quanto que não já tentaram me forjar
Vai deita no chão, vai malandrão
Calma senhor que eu não sou ladrão não
Opressão, preto no topo
Incomoda um montão, incomoda um montão

Calma senhor, calma senhor
Tudo o que eu conquistei
Tudo o que eu já comprei
Foi o funk que me proporcionou

Vejo pouca rosa nessa floresta de espinho
Sei que no final os cortes vão cicatrizar
Vários já se foram nessa rota que caminho
Mãe te peço calma, logo vou te coroar

Sei que eu nunca fui o filho que você sonhou
Te peço desculpas por andar na contramão
Mas eu tô no corre, compreenda por favor
Eu não posso abandonar os menor que ouve a visão

Meu pai me ligou pra perguntar se eu tava bem
Ele se ligou num princípio de depressão
Eu ando na rua sem falar mal de ninguém
E os modi fala, só quer ter reputação

Quantos na quebrada cê não viu pagar de crime
Se perdeu no mundo e tá penando pra voltar
Foi trancafiado e tá cumprindo seu regime
Não sei se melhora ou se vai se revoltar

Ô vida boa, altos e baixos passei
Hoje eu tô sorrindo com tudo o que eu conquistei
Levantando as taças de ouro, só pra brindar
Pros que tão privado, liberdade vai cantar