Publicidade

À vontade Letra

[Lumiere]
À vontade, à vontade
Prove a nossa qualidade
Ponha o guardanapo agora chérie
E sirva-se à vontade
Soup du jour e os hors d'oeuvres
Veja se o serviço serve
É um serviço que tem vida
Observe se duvida
Tudo canta, tudo dança
Afinal aqui é a França
E a comida aqui é uma especialidade
Pegue o menu e veja e agora esteja em sua casa
À vontade, à vontade

[Lumiere]
Bife ragout com um suflê
Vários pratos en flambé
A comida é preparada
Especialmente pra você
Como vê
Só você é a nossa convidada
Sejam facas ou colheres, toda louça e os talheres
Todo mundo vai brincar, todos querem festejar

[Canecas]
E a comida já chegou para alegrar
[Todos]
Vamos então brindar, pra te homenagear
E convidar
É verdade, fique muito à vontade
À vontade, à vontade, à vontade

[Lumiere]
Como a vida é triste se o serviço não existe
Não faz bem vivermos sem servir ninguém
Ah, como era bom
Nós sermos úteis
Hoje não servimos mais ninguém
Vivemos sem dono
Já pensamos em abandono
Sem o exercício pra nos manter em forma
Vagando e chorando pelos cantos
Já sem autoestima, você chega e nos anima!

[Sra. Potts]
Veio alguém, veio alguém
Que chegou pro nosso bem
Já tem vinho e com carinho
Vou querer servir também
E depois da sobremesa
Eu vou por o chá na mesa
Vendo as xícaras dançando
Vou fervendo, borbulhando
Hoje não falta nada
Ah meu Deus, estou manchada
Vou limpar não se admite coisa errada!
Eu tudo vou fazer para satisfazer, a convidada, convidada

Venham pratos, talher, tragam tudo que quiser
Há dez anos não servimos nenhum homem ou mulher
Hoje o nosso prazer, é só ver você comer
Nossas velas vão brilhando
Seu jantar vai te alegrando
Todos vão
Vão assim
Lhe servindo até o fim
Todo mundo na maior felicidade
Enquanto se festeja, por favor esteja à vontade
À vontade, à vontade, bem à vontade!