Costa Gold

Costa Gold

04:25 (part. KayBlack)

Álbum: #Costa Gold - Mais Tocadas 85 Plays

04:25 (part. KayBlack) Letra

[Predella]
4: 25 da manhã o biriri' tá barulhando e não tem nenhum mistério
Ou a mula trouxe carga nova (ou o quê?)
Ou seus tio que trombaram as tchuca e planejou um bagulho sério
Festão clandestina, só copão cheio
Bailinho de quebrada, amanhã às 7 hora' eu tô de pé
Só que hoje a tropa vai pra revoada
Bonde precipício, só madrugadão
Loucura com doideira, é o bicho
O brilho vem da alma e os velhinho perguntando
Se é o cordão ou é o peso da carteira
E eu nem vou entrar nos assunto de nota
Zóião é aquilo: Paga pau e só pega a sobra
Avisa que é festa no gueto, parceiro
Não vai chamar 40 louco pra ficar de bico seco
Põe o gelinho no copo dela, oh
Po-põe onde ela quiser
Deixa ela, deixa, ela não se queixa
Tem gosto de ameixa, fode bem gosto a minha gueixa
Tá contecendo, tá contecendo
As linda tão já se envolvendo
(Já conteceu, tá vendo?)
Nós é chefão supremo
Depois do beijo que eu dei nela
Eu entendi o por quê de menina veneno
E o baile é bom se toca funk e rap
Se tem mulher, whisky, som e beck
Os velhinho bom não nega
O crime rola firme, chefe
E se todos ingressos acabarem é Costa com Kayblack

[KayBlack]
Ti-tirei o escape da 150, é o bode
Eu tenho o dom do toque
Os drak não param pra rocambole
As info canta, eu levo algumas Polo da Lacoste
Eu bonitão de Nike, ela linda de Cyclone
Tô, tô de quebradinha, velhinho, cês tão por onde?
Tô, tô no mó perreco com a cunhada
Já são quatro e pouco, vocês já puxou de bonde ou não?
Tô, tô na clandestina, me resgata

Eu tô chique, já passei na mata
Peguei a Multistrada do tanque vermelho sangue
Uh, hoje é revoada
Chama as faixa rosa que eu vou atacar de bonde
Pra molhar as palavra'
Desce Ballentines que é a real água de Band
Uh, parece as Árabia
Onde o couro come, é cinco mina em cada home'

[Nog]
Yeah, festinha boa tem pra gata
Tem whisky e tem pro beck
Ela quer dar pro Predella, pra mim e pro KayBlack
Doidona de loló, manda essa bitch, Layback
Que eu já perdi a conta dos shots, uns cinco, seis, sete?
É que eu misturo no suco tudo essas drugs
O bang é bruto e nóis gasta todo o lucro do rap e funk
Kayblack, eu juro: Coé, Nog, cê tá tranqui'?
Pros bico sujo na maldade é só murro de black trunk
Não quero fight, se eu vou pro baile cê sabe
Só aumenta grave do som que hoje minha mente para em Bali
Só rabetão na party, uma pra cada na garagem
Me fala, qual que te atrai, Maseratti, Porsche ou Ferrari?
Máquina do sexo, eu sou um animal
Que ela não sabe se balança a lata ou se chupa meu pau
Olha só que bailinho mil grau
Eu nem vi nascer o Sol e nem tá perto do final, bitch

[KayBlack]
Eu tô chique, já passei na mata
Peguei a Multistrada do tanque vermelho sangue
Uh, hoje é revoada
Chama as faixa rosa que eu vou atacar de bonde
Pra molhar as palavra'
Desce Ballentines que é a real água de Band
Uh, parece as Árabia
Onde o couro come, é cinco mina em cada home'